CÂMARA MUNICIPAL DESCALVADO

Do Estado de São Paulo

Vick Francisco quer placa de itinerário nos pontos de ônibus

O vereador Luiz Carlos Vick Francisco (Cidadania) solicita à empresa Realidade Transporte e Turismo que instale nos pontos de ônibus e nos próprios ônibus placas com os itinerários e horários dos ônibus circulares a fim de orientar melhor os passageiros. 

O pedido é fruto de reclamações dos usuários dos ônibus circulares da cidade que, ao chegarem nos pontos, não sabem qual o horário que os ônibus passarão pelo local, nem o itinerário que farão.

Segundo o vereador, “a falta de informações sobre os horários e os itinerários dos ônibus circulares prejudica aqueles que dependem do transporte público para trabalhar, estudar, comparecer a consultas médicas, entre outros compromissos com data e hora marcada.

Para Vick Francisco, “a colocação de placas informativas nos pontos e nos ônibus é uma medida simples e barata que muito ajudará esses munícipes”.

Rampa de Acesso na Praça Central

Vick Francisco solicita à dupla Becão e Vianna a construção de uma rampa de acesso na Praça Nossa Senhora do Belém, ligando a parte alta da praça à Rua Barão do Descalvado, defronte ao Hotel Descalvado e à Sede Paroquial, ajudando na acessibilidade dos cadeirantes, idosos, pessoas com dificuldade de caminhar e mães com carrinhos de bebê.

“A Praça da Matriz é um dos cartões postais do Município e muitas pessoas circulam pelo local, dada sua localização estratégica na região central da cidade. Porém, tenho recebido reclamações de que para se acessar a Rua Barão do Descalvado somente há escadarias, dificultando a acessibilidade no local. A construção de uma rampa de acesso é uma obra barata e será muito útil à nossa população”, aponta o vereador.

Prorrogação da Parcela do IPTU

Vick Francisco encaminhou ao Executivo pedido de prorrogação da parcela única e da 1ª parcela do IPTU, que venceram no dia 20, sexta-feira. “Muitas pessoas estão com dificuldade de pagarem devido ao transtorno que se instalou no País e em nossa cidade por conta da pandemia do coronavirus”, frisa.