Vaguinho reivindica plano de carreira para professores

Vereador Vagner Basto

O vereador Vagner Basto (PRB) reivindica à Secretaria Municipal de Educação e Cultura que regularize em caráter de emergência o plano de carreira e outros assuntos ligados à categoria dos professores.

Vaguinho lembra que “tramita na Justiça processo sobre o plano de carreira dos professores da Rede Municipal de Descalvado; por isso, a remuneração dos profissionais da educação pode ser prejudicada, e eles devem ser valorizados, uma vez que os serviços que prestam à sociedade são de extrema relevância”.

Para o parlamentar, “de forma geral, o ambiente e as condições de trabalho dos professores são altamente desgastantes e os salários pagos a essa classe são mínimos se comparados à magnitude do que realizam”.

Transporte Escolar

Vaguinho solicita à Secretaria de Educação e Cultura que providencie transporte escolar às crianças e adolescentes da Chácara Pantanal até as escolas da Rede Municipal. Estes estudantes não dispõem do benefício.

A Chácara Pantanal é um bairro irregular, sem infraestrutura e asfalto nas vias públicas, porém é habitado por muitas famílias. “Devido a essas questões, o transporte público não passa por aquele bairro e muitos dos seus moradores não dispõem de veículo próprio”, aponta.

“Com isso, as crianças e jovens são forçadas a se deslocar para as escolas da Rede Municipal a pé, muitas vezes, com o sol e o forte calor do meio-dia, pois o transporte escolar não inclui no trajeto aquele bairro”.

Segurança

Vaguinho solicita à Diretora de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e à Polícia Militar (PM) palestras sobre segurança pública na zona rural de Descalvado, como forma de prevenção à criminalidade.

“Os produtores rurais têm acumulado perdas, inclusive de vidas humanas, fruto da crescente elevação dos índices de criminalidade, roubos e ataques de quadrilhas especializadas na prática de violência na zona rural”, diz.

“Poder Público e Polícia Militar têm o dever de adotar condutas que visem à segurança da população da área rural, instruindo-a sobre como se proteger e promovendo o debate e a troca de experiências, na perspectiva de formulação de políticas públicas para a zona rural”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *