CÂMARA MUNICIPAL DESCALVADO

Do Estado de São Paulo

Ismael solicita realização de obras viárias

O vereador Ismael Franceschini (MDB), vice-presidente da Câmara Municipal, solicita estudos sobre a viabilidade de reconstruir a rotatória existente na confluência da Avenida Lázaro Timótheo do Amaral com a Perimetral Cezar Martinelli.

Ismael observa que “naquela rotatória seis vias públicas se convergem, o que provoca uma verdadeira confusão no trânsito, principalmente nos horários de maior circulação. Isso pode ocasionar acidentes sérios”.

De acordo com ele, “caminhões e carretas, sobretudo os de grande porte, como os treminhões, apresentam enorme dificuldade para contornar a rotatória. Aliás, já chegaram até a paralisar o trânsito no local ao proceder determinadas manobras”.

O parlamentar aponta que no passado a Administração Pública já fez a desapropriação de terreno neste local visando justamente à construção de nova rotatória mais segura, entretanto, anos se passaram e a obra não teve andamento

“No passado a Prefeitura já fez a desapropriação de terreno neste local visando justamente à construção de nova rotatória mais segura, entretanto, anos se passaram e a obra não teve andamento”, afirma.

Interligação

Ismael solicita estudos objetivando a interligação da Rua Dr. Hugo Pereira de Abreu, no Jardim Albertina, com a Rua Abílio Paludetti, no Bairro Recanto dos Ipês II.

“Com o crescimento da cidade e o surgimento de novos loteamentos, os limites dos bairros ficaram mais próximos uns dos outros. É o caso do Recanto dos Ipês II, um dos mais recentes da cidade e do Jardim Albertina, um dos mais antigos de Descalvado. Estão fisicamente perto um do outro e, com algumas ações, seria possível interligá-los”, diz.

Limpeza

O vereador pede a limpeza da área de pasto existente atrás das casas situadas na Rua Brasília, uma das principais do Jardim Albertina. Pede também a colocação de placas educativas informando que é proibido jogar lixo no local.

Ismael lembra que as Ruas Ceará, Pernambuco, Paraíba, Goiás, Bahia e Amazonas, que cortam a Rua Brasília terminam nesse pasto. “As pessoas têm acesso facilmente ao local e, infelizmente, usam o espaço para o depósito de lixo e inservíveis”, aponta.