CÂMARA MUNICIPAL DESCALVADO

Do Estado de São Paulo

Figueiredo indica obras e serviços no Bosque do Tamanduá

O vereador Marcelo Figueiredo (Cidadania) indica à Prefeitura a realização de obras e serviços no Bosque do Tamanduá, como instalação de placas de identificação em todas as ruas, limpeza e manutenção e realização de reparos na cada asfáltica.

Figueiredo aponta que muitas placas de identificação de ruas no bairro foram degradadas ou retiradas e diversas vias ainda não dispõem das placas, o que dificulta a localização das pessoas e entrega de correspondências e encomendas na região.

Segundo ele, o Bosque do Tamanduá vem crescendo muito e já é um dos mais populosos do Município. Ali, estão concentradas inúmeras residências e, na parte baixa, há também diversas empresas. “Entretanto, muitas pessoas ainda encontram dificuldades para se localizar naquela região”, diz.

“Uma ação simples, mas que faz grande diferença para o cidadão, sem dúvida, é ter uma placa de identificação na rua onde reside, visto que a sinalização permite encontrar mais facilmente os endereços, contribuindo para a localização das pessoas e a entrega de correspondências e encomendas”. 

Limpeza e Placas Educativas

Figueiredo indica limpeza e colocação de placas educativas a fim de evitar o descarte inadequado de lixos ou inservíveis na Rua Ambrósio Mendonça, no Bosque do Tamanduá.

“É alarmante a quantidade de entulhos e lixos que é depositada na extensão da Rua Ambrósio Mendonça. Na região há vários terrenos e, muitos munícipes, fazem o descarte irregular de inservíveis no local. A sujeira acaba sendo ambiente propício para a proliferação de animais peçonhentos e oferece riscos à saúde”, aponta.

Reparos

Marcelo também indica a realização de reparos no pavimento asfáltico da Rua Ambrósio Mendonça, onde há pontos com o asfalto todo esburacado, provocando perigos para o trânsito de veículos e pedestres.

“Além disso, há pontos da rua em que a existência de buracos está promovendo o acúmulo de água, gerando um aspecto visual ruim e ainda criando potenciais criadouros para o mosquito da dengue”, completa.