CÂMARA MUNICIPAL DESCALVADO

Do Estado de São Paulo

Festa do Divino Espírito Santo será Patrimônio Histórico e Cultural de Descalvado

O vereador Luiz Carlos Vick Francisco (PTB) é autor do Projeto de Lei nº 21/2020, que institucionaliza a Festa do Divino Espírito Santo em Descalvado, transformando-a em patrimônio histórico e cultural da cidade.

A festa teve origem em Portugal, entre os anos de 1200 e 1300, sendo incorporada à história de Descalvado, tornando-se um legado deixado pelas gerações passadas, devendo ser mantida a tradição cultural ainda muito bem preservada e organizada pelas gerações atuais.

O projeto de lei de Vick Francisco foi elaborado com o apoio da comunidade católica de Descalvado, tendo à frente o Padre Luís Fabiano, da Igreja Matriz Nossa Senhora do Belém, e contará com uma comissão mista formada por representantes do Executivo, Legislativo e da Comunidade local, tendo a importante missão de manter viva essa tradição histórica e cultural da cidade.

Pode de Árvores e Limpeza de Bueiros

Vick Francisco solicita poda de árvores e limpeza dos bueiros da cidade. Além disso, faz um alerta ao prefeito de que os bueiros são construídos com ferragens com vãos muito abertos, que põem em risco o trânsito de pessoas, que podem cair e quebrar partes do corpo, principalmente, idosos e crianças.

O vereador destaca a queda de uma das figueiras no Jardim Velho. “Foi uma tragédia, mas, felizmente, não houve danos corporais. Isso é um sinal de que a Prefeitura tem que podar constantemente as árvores em nossas ruas e dar mais atenção aos moradores, que têm medo dos danos que essas árvores antigas podem causar”, alerta.

“Além disso, nossos bueiros devem ser imediatamente limpos, pois, estão entupidos com a sujeira acumulada ao longo de meses e agora, com as chuvas chegando, poderemos ter alagamentos nas ruas e nas casas dos nossos munícipes”.

Homenagens a Dois Cidadãos Ilustres

Por iniciativa de Vick Francisco foram homenageados dois cidadãos ilustres que se destacaram em Descalvado. Um deles foi o empresário italiano Aldo Suriano, que tempos atrás instalou a Indústria de Lenços “AS”, constituiu família e planejou a criação de um loteamento, hoje denominado Residencial Luigina, cuja rua principal recebeu o seu nome. 

O outro homenageado foi o enfermeiro Sebastião Guilherme Júnior, que faleceu por Covid-19, passando a ter o seu nome a Sala de Pré-consulta do Centro de Especialidades Médicas (CEME), onde trabalhava.