CÂMARA MUNICIPAL DESCALVADO

Do Estado de São Paulo

Daniel pede suporte do Sebrae para micro e pequenas empresas da cidade

O vereador Daniel Bertini (Podemos) defende que a Prefeitura contate o SEBRAE em busca de suporte para que os micro e pequenos empresários da cidade possam enfrentar a crise econômica ocasionada pela pandemia do COVID-19.

“Desde o início da pandemia, grande parte do comércio e das industrias está com as atividades paralisadas e/ou reduzidas. Alguns segmentos sentem muita dificuldade em se adaptar às mídias sociais e ao mundo virtual para as vendas”, aponta.

Destacando que “o grande motor econômico da nossa cidade são as micro e pequenas empresas, responsáveis por gerar empregos e garantir a renda de muitas famílias”, Daniel argumenta que “o Sebrae possui as ferramentas necessárias para orientar os empresários neste sentido, auxiliando-os na busca do melhor caminho para se manter neste período”.

Coleta de Recicláveis

Daniel solicita ao Executivo a criação de legislação específica para a regularização da coleta de material reciclável no Município, com o cadastramento das pessoas que realizam este trabalho e o suporte necessário para a venda dos materiais.

“Muitas pessoas vivem do trabalho de coleta e venda de materiais recicláveis em Descalvado. Essas pessoas trabalham por conta própria, recolhendo os resíduos em residências, empresas e comércios, sem qualquer tipo de equipamento de proteção individual”, observa.

Na opinião do parlamentar, “por meio de uma legislação específica será possível organizar a coleta dos materiais recicláveis, oferecendo, inclusive melhores condições de trabalho a estas pessoas”.

Informação

Daniel quer saber o motivo pelo qual a Prefeitura não fez uso do imóvel da Cooperativa Agrícola Mista do Vale do Mogi Guaçu, cedido em comodato ao Município por meio da Lei Municipal n.º 4.062/17. O vereador questiona se ainda há interesse da Prefeitura em utilizar o imóvel.

“Trata-se de um imóvel localizado na região central e dotado de amplo espaço para abrigar diversos serviços públicos. Além de facilitar o acesso da população aos serviços, a utilização gerará economia aos cofres públicos”, conclui.