Daniel consegue ambulância para Saúde

Vereador Daniel Bertini

O vereador Daniel Bertini (PMN) obteve R$ 100 mil para aquisição de uma ambulância para a Secretaria de Saúde. A verba veio de emenda parlamentar obtida junto ao deputado estadual Paulinho da Força em 2018.

Daniel conta que a Prefeitura divulgou a compra do veículo sem ao menos admitir a participação do vereador na conquista da verba. “Fazem questão de ficar com os bônus. Eles não têm sequer a dignidade de reconhecer que o recurso veio através do trabalho de um vereador”, dispara.

“Aliás, grande parte dos recursos que têm vindo para Descalvado se deve à busca de emendas parlamentares por parte dos vereadores. O prefeito não é muito de ir a São Paulo ou a Brasília buscar verbas”.

Para o parlamentar, “eles deveriam, no mínimo, nos agradecer por conquistas como essas, mas não reconhecer nosso trabalho e depois acabam passando vergonha por conta desse tipo de omissão”.

Diabetes

Daniel encaminhou pedido de informações sobre se a Secretaria de Saúde tem conhecimento de pacientes que notaram alterações em suas medições ao fazer uso do novo glicosímetro, de cor azul, que tem sido distribuído.

Em caso afirmativo, o parlamentar questiona se há possibilidade de efetuar a troca do aparelho azul pelo modelo que era usado anteriormente na cor preta.

“Pacientes diabéticos me relataram erros na medição feita com novas tecnologias dos glicosímetros. As tiras reagentes (glicofitas) são utilizadas para determinar a quantidade de glicose contida no sangue com o auxílio do aparelho. Esse acompanhamento é essencial para o controle do diabetes nas pessoas que dependem do uso continuado de insulina”, explica.

Fiscalização

Daniel reitera solicitação ao Executivo para que seja intensificada a fiscalização de caminhões que transportam entulhos, restos de construção, galhos e folhas, dentre outros resíduos, por não usarem telas ou lonas nas cargas.

De acordo com ele, “esses caminhões, muitas vezes acabam excedendo o limite da carroceria, carregando muito mais do que comportam e é permitido; e, mesmo os pertencentes à Municipalidade cometem esta falha, sempre transportando além do seu limite máximo”.

O vereador destaca que quando não há proteção nas laterais, traseira e na parte superior do caminhão a carga acaba caindo pelas vias, podendo causar acidentes, além de sujar as ruas e avenidas da cidade.

“Não é justo que a população tenha que arcar com danos ou mesmo prejuízos que esse tipo de problema pode ocasionar, sendo necessário intensificar a fiscalização para manter as vias da cidade seguras e limpas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *