CÂMARA MUNICIPAL DESCALVADO

Do Estado de São Paulo

Daniel Bertini requer colocação de placas com nomes de ruas

O vereador Daniel Bertini (Podemos) requer com urgência instalação de placas com a nomenclatura das ruas da cidade. Em muitos bairros, as placas estão enferrujadas, danificadas ou foram removidas por vândalos.

Daniel relata ter entrado em contato com os Correios em virtude de reclamações quantos aos serviços realizados e recebeu como resposta que essa situação impacta negativamente o trabalho de entrega, já que há pontos nos quais devido à falta de estrutura, como locais sem placa e com a numeração desordenada, o endereço não pode ser localizado.

“Descalvado cresceu muito e vários bairros e novas vias surgiram, entretanto, muitas pessoas ainda encontram dificuldades para que consigam se localizar”, aponta.

Centro de Atenção ao Diabetes

Daniel pede à Secretaria Municipal de Saúde que estude a possibilidade de criar um Centro de Atenção ao Diabetes em Descalvado para proporcionar acompanhamento integral e evitar eventuais complicações decorrentes da doença aos pacientes.

Daniel lembra que, em 2019, a Lei Federal nº 13.895, estabeleceu a Política Nacional de Prevenção do Diabetes e de Assistência Integral à Pessoa Diabética, permitindo que os pacientes diagnosticados tenham, por lei, direito a tratamento no Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo ele, trata-se de um dos cinco problemas de saúde que mais matam no Brasil. “O diabetes causa diversos danos à saúde do paciente, como problemas cardíacos, AVC, hipertensão arterial e doenças renais”, afirma.

Complicações

Daniel destaca que os portadores de diabetes que não fazem acompanhamento e tratamento adequados podem ter que fazer hemodiálise e até sofrer amputações de membros. “Por isso tudo, além de trazer graves prejuízos aos diabéticos, a doença consome um valor considerável do orçamento destinado ao SUS”, diz. 

“A proposta é oferecer atendimento multidisciplinar, ofertando serviços de psicologia, fisioterapia, neurologia, enfermagem, serviço social, médicos e nutricionistas”.