CÂMARA MUNICIPAL DESCALVADO

Do Estado de São Paulo

Daniel Bertini defende reajuste salarial a professores

O vereador Daniel Bertini (Podemos) defende que a Secretaria de Educação e Cultura conceda reajuste salarial de 33,24% aos professores da rede municipal de ensino, conforme anunciado pelo governo federal, por meio dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB).

De acordo com ele, “os profissionais da educação estão há tempos com salários defasados que, aliados à sobrecarga e péssimas condições trabalho, têm causado prejuízos à educação”.

Daniel aponta que “a desvalorização tem como reflexo um número elevado de professores afastados com problemas de saúde física e mental que impactam na qualidade da educação das nossas crianças e jovens”.

O parlamentar destaca que o Piso Salarial Profissional Nacional (PSPN) para os profissionais da Educação Básica teve a maior correção desde o surgimento da Lei do Piso em 2008. “Com o reajuste de 33,24%, o piso para 2022 será de R$ 3.845,63”, completa.

Veículos da Saúde

Daniel Bertini solicita que sejam utilizados os veículos mais novos pertencentes à Secretaria de Saúde para o transporte de pacientes para outros Municípios e que veículos mais velhos sejam usados apenas no Município.

Ele conta ter ouvido “inúmeras reclamações acerca das condições dos veículos, dando de que são velhos e muitos deles sequer teriam condições de realizar este transporte, só que nos últimos meses foram veiculadas diversas notícias sobre a chegada de novos veículos para a Secretaria da Saúde”.

Praça da Matriz

Por meio de ofício, Daniel solicita à Secretária de Assistência e Promoção Social, Centro de Referência Especializado em Promoção Social (CREAS) e ao Ministério Público providências com relação às pessoas que ocuparam o coreto da Praça da Matriz.

O vereador pede para que “sejam assistidas e acolhidas e para que este importante espaço de nossa cidade seja limpo e devolvido à toda a população, uma vez que nas últimas semanas vários moradores de rua tomaram conta do coreto”.