Vick Francisco cobra contratação de funcionários para a Saúde

Com o fechamento da via, o trânsito ficou congestionado na região central da cidade na manhã de sexta-feira, 6 de julho

Era uma simples manutenção, mas o transtorno provocado foi grande

O vereador Luiz Carlos Vick Francisco (PPS) solicitou ao Executivo, na última sessão ordinária, que informe as medidas que estão sendo adotadas para admitir funcionários para o Programa Saúde da Família (PSF), uma vez que mais de 100 contratados para o Programa foram demitidos desde 2016.

As demissões ocorreram por que as pessoas que atuavam no Programa Saúde da Família não tinham concurso. A Prefeitura assinou um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com o Ministério Público (MP) obrigando-se a demitir gradativamente aqueles colaboradores e, ao mesmo tempo, fazer contratações através de concursos. As demissões ocorreram, mas as contratações não.

“As famílias precisam do Programa Saúde da Família, em que os servidores vão até a residência dos pacientes. Duas Unidades da Saúde da Família precisam ser inauguradas. O prefeito e seu vice Vianna prometeram na campanha eleitoral que abririam os postos de saúde à noite”, afirmou.

“Mas, ao contrário, foram demitidos mais de cem colaboradores e não se abriu concurso para a contratação de servidores. A saúde é prioridade. A população tem o direito à melhor qualidade de vida”, argumentou Vick Francisco, que enviará ofício ao Ministério Público para apurar as irregularidades.

Repúdio à CPFL

Vick Francisco é autor de ofício de repúdio à CPFL por ter paralisado a energia elétrica para simples manutenção, na região central da cidade, por mais de três horas na manhã no dia 6 de julho, sexta-feira.

O vereador justificou dizendo que “no dia 6, houve jogo do Brasil e o comércio só abriria pela manhã. Mesmo assim, a CPFL tomou a iniciativa desastrosa de paralisar a energia por mais de três horas naquela manhã e interromper rua de grande fluxo de veículos, causando transtorno no trânsito e prejuízo aos comerciantes. Pelo desrespeito aos cidadãos descalvadenses, a CPFL receberá uma nota de repúdio, para que ela tenha mais respeito com a nossa cidade”.

Área de Tiro

Mais uma vez, Vick Francisco pediu ao Executivo a liberação de uma área para a instalação de um centro de treinamento de tiro por policiais militares de toda a região. Segundo ele, “há empresários interessados em preparar a área gratuitamente, faltando apenas a liberação do Executivo, o que trará continuamente muitos policiais para Descalvado, proporcionando mais segurança à nossa população”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *