Velório Municipal: reforma ou novo prédio?

Vick Francisco convocou uma reunião para tratar do assunto

No dia 26 de fevereiro, na Câmara Municipal, representantes da Prefeitura Municipal e das funerárias locais, vereadores e convidados se reuniram, a pedido do vereador Luiz Carlos Vick Francisco para tratar da situação precária em que se encontra o Velório Municipal.

Também participou da reunião o Padre João Bosco, representando a Paróquia de São Sebastião, enriquecendo a reunião com idéias, como o espaço para uma capela ecumênica, quando for construído um novo prédio para o velório.

Vick Francisco iniciou a reunião dizendo que a população reclama muito sobre o estado do nosso Velório e que no ano passado a Câmara Municipal aprovou projeto do Executivo destinando 98 mil reais para a reforma, o que não ocorreu até agora.

Durante a reunião várias hipóteses foram comentadas, principalmente, quanto ao início imediato da reforma, a possibilidade de ampliação do atual velório e quem ficará responsável pela manutenção do prédio após a reforma. O Secretário de Obras, engenheiro Junior Traldi, trouxe também um projeto de construção do novo velório municipal nas imediações do cemitério, porém, segundo a Prefeitura, as obras estão orçadas em quase 2 milhões de reais. Ventilou-se ainda na possibilidade da Prefeitura doar terrenos às funerárias locais para que elas construam seus próprios velórios, como ocorre em algumas cidades de nossa região.

Ao final da reunião, ficou acertado que em 30 dias a Prefeitura apresentará um projeto de reforma imediata do atual velório, utilizando a verba já aprovada desde o ano passado de 98 mil reais.

Para Vick Francisco: fiquei satisfeito com o resultado da reunião. Há propostas que demandam maior investimento e tempo para serem implantadas, como a construção do novo velório municipal próximo ao cemitério e outras que poderão ser realizadas rapidamente, como a reforma do prédio atual. Em 30 dias receberemos o projeto de reforma do atual velório e, acredito que em breve a população poderá contar com um prédio reformado e em melhores condições de uso e de segurança”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *