Paulinho lamenta omissão da Prefeitura em relação à atividade delegada

Vereador Paulinho Gabrielli

O vereador Paulinho Gabrielli (Cidadania) lamenta que a Prefeitura ainda não tenha implantado a atividade delegada no Município. E, para piorar, ainda diminuiu pela metade os recursos previstos em orçamento para eventual implantação no próximo ano.

“Desde o início de 2017, a Câmara Municipal trabalha de forma unânime, por meio de anteprojetos de lei, ofícios e pedidos na tribuna, para que a atividade delegada seja instalada em nossa cidade. Mas, ao que parece, a Prefeitura não quer promover a implantação da atividade delegada”, afirma.

Paulinho aponta que todas as cidades da região já adotaram a medida “com índices extremamente animadores e alta satisfação da população, proporcionando uma maior sensação de segurança a todos”.

Promessa de Campanha

No plano de governo defendido pelo prefeito Becão na campanha eleitoral de 2016, lembra, “constava, no item Medidas Emergenciais, a instalação da atividade delegada no prazo de seis meses; e, Descalvado é a única cidade da região que não adotou a atividade delegada, mesmo com a aprovação da lei e a Câmara ter garantido os recursos para a implantação”.

O vereador observa que no último final de semana, quando houve diversas atividades na cidade, apesar do pequeno efetivo da Polícia Militar, “havia viaturas em todos os locais; se a atividade delegada já tivesse sido implantada, esses policiais poderiam estar atuando no policiamento cotidiano normal”.

O que é

Paulinho explica que “a atividade delegada é um formato simples de convênio entre a Prefeitura Municipal e a Secretaria de Segurança Pública, pelo qual o Município tem a responsabilidade apenas do pagamento da hora trabalhada, ficando o Estado com toda a responsabilidade quanto a viaturas, combustível, fardamento e alimentação, dentre outras, além das responsabilidades trabalhistas, previdenciárias e pecuniárias”.

A lei determina gratificação por desempenho de atividade delegada, paga mensalmente, aos policiais militares que exercerem atividades previstas na legislação municipal em horário de folga.

Recapeamento

Por meio de indicação, Paulinho solicita recapeamento asfáltico na Rua Bezerra Paes, no trecho entre as Ruas Maestro Francisco Todescan e Mário Joaquim Filla. Segundo ele, trata-se de trecho com tráfego intenso de caminhões.

“O asfalto apresenta inúmeras irregularidades, como buracos e desníveis, assim como a soltura de pedriscos. Tais fatos dificultam a limpeza da rua pelos funcionários de varrição, além de causar inúmeros problemas aos moradores da região”, afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *