Paulinho defende educação como prioridade para o desenvolvimento de Descalvado

Vereador Paulinho Gabrielli

O vereador Paulinho Gabrielli (PPS), vice-presidente da Câmara Municipal, defende que o Poder Público estabeleça a educação como prioridade para a política de crescimento e desenvolvimento de Descalvado. Para ele, o estímulo à educação poderá garantir o futuro do Município.

Paulinho quer em Descalvado uma Escola Técnica Estadual (Etec) permanente e que ofereça, entre outros, o curso de nutrição animal. Nesse sentido, o primeiro passo foi dado em 13 de julho de 2017, quando esteve em São Paulo, visitando o Centro Paula Souza.

De acordo com o vereador, cidades do mesmo porte e até menores que Descalvado dispõem de uma Etec, como Ibaté, Porto Ferreira, Santa Rita do Passa Quatro, Casa Branca e Vargem Grande do Sul, entre outras. “É inadmissível não termos uma Etec permanente em nossa cidade”, afirma.

Importância

O vereador argumenta que no Município estão instaladas empresas multinacionais e nacionais de grande e médio porte que atuam em diversos segmentos, como Royal Canin; Neovia InVivo Saúde e Nutrição Animal (SOCIL); SPF Diana Pet Food; Luopet; Saint-Gobain (JUNDU); Grupo Owens-Illinois do Brasil (Mineração Descalvado); e, Agrindus, a segunda maior produtora de leite do País.

“Nosso Município firmou parceria com o Centro Paula Souza, o que resultou na Extensão Antonia Tenan Schilter, sob a coordenação da Etec Professor Jadyr Salles, de Porto-Ferreira. Conforme pesquisa realizada em duas grandes escolas de ensino médio de Descalvado, constatou-se elevada demanda a cursos técnicos com ensino médio integrado”, afirma.

“A Prefeitura possui prédio próprio a ser doado ao Estado e disponibilidade de funcionários para implantação do Centro Paula Souza Integrado. Também, é imperativo salientar que os alunos da Extensão Antonia Tenan Schilter se destacam pelo alto desempenho escolar”.

EMEF Coronel Tobias

Por meio de indicação, Paulinho solicita ao Executivo que busque a liberação do projeto e dos recursos financeiros que visam a construção da quadra esportiva coberta da EMEF Coronel Tobias, através de recursos do próprio Município ou da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE). A escola atende a alunos do 1º ao 5º ano do ciclo I.

“A clientela carente é prejudicada pela ausência de um local para as atividades esportivas e outras atividades escolares, comprometendo todo o trabalho pedagógico planejado e o atendimento a esses alunos. A execução da construção foi aprovada pelo CONDEPHAAT, como consta no Processo nº 71100/2014 e publicação no diário Oficial em 09/08/2014”, alega.

Professores

Paulinho encaminhou anteprojeto de lei alterando o inciso I, do parágrafo único do artigo 3º, da Lei nº 3.179/2009, determinando que “que não atinja mais de 40 dias de desincompatibilização com o exercício de atividade de docência, originada por contrato de trabalho exercido na rede pública municipal de ensino deste Município”.

Educação Integral

Paulinho Gabrielli já havia sugerido ao Executivo a implantação de escolas em período integral em Descalvado, que traria inúmeras vantagens, como “reforço das atividades escolares, incentivo às práticas esportivas, melhor aproveitamento do tempo ocioso, alimentação saudável e de qualidade, interação social, acesso à cultura, tecnologia e entretenimento e desenvolvimento de hábitos de higiene, entre outros”.

Na opinião dele, “é possível unir esforços para captação de recursos financeiros nas esferas federal e estadual para realização das obras necessárias nas escolas no ano de 2018, preparando, pelo menos uma unidade escolar, para receber os alunos em período em integral no ano de 2019”.

Polo de Inovação Tecnológica

O vereador também já havia indicado ao Executivo que transforme a antiga escola do SESI, onde hoje funciona a Extensão Professora Antônia Tenan Schilitter em Polo de Inovação Tecnológica.

O objetivo é estimular a abertura de novas empresas, e assim, aumentar a renda dos empreendedores e trabalhadores descalvadenses. “Um Polo de Inovações Tecnológicas visa mudar o cenário econômico da cidade, incentivando a geração de novas empresas, que podem ser abertas pelos alunos”, salienta.

Paulinho sugere que as aulas realizadas atualmente no prédio, pela Extensão Professora Antônia Tenan Schilitter poderiam ser transferidas para a EMEF Maria Sylvia Traldi de Marco, já que são realizadas apenas no período noturno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *