Diego da Global cobra concurso para agentes de saúde

Vereador Diego da Global

O vereador Diego da Global (PR) cobra da Prefeitura a realização de concurso público para os cargos de agentes comunitários e agentes de combate à endemias, reiterando solicitação feita em junho deste ano.

“Em 2016, a Câmara Municipal recebeu o projeto de lei nº 54/16 para regularização dos cargos, mas só foi votado em 2017. O projeto foi rejeitado, tendo em vista o alto índice prudencial com a folha de pagamento”, esclarece.

“O projeto estava bastante claro quanto ao Termo de Ajuste de Conduta, enfatizando a necessidade de que a Administração Pública é quem deve contratar os agentes comunitários e de combate à endemia”.

Mas, prossegue o parlamentar, “para a regularização da situação, a partir de 6 de setembro de 2016, até o dia 31 de dezembro de 2016, a Administração Pública deveria demitir gradativamente os funcionários do Programa Saúde da Família”.

Diego da Global observa ser de “extrema importância que a Prefeitura tome as devidas providências para implantação dos cargos de agentes comunitários e agentes de combate à endemia para que possa haver a regularização dos serviços prestados pelo Programa de Saúde da Família”.

Centro de Zoonoses

Por meio de indicação, o vereador solicita que o prédio do Centro de Zoonoses seja disponibilizado para a Universidade Brasil para castração gratuita de animais. O imóvel, localizado ao lado da instituição, tem área de 400 m², com salas de recepção, sanitários, baias para cães e gatos, salas destinadas aos veterinários, para vacinação dos animais e controle de vetores.

Construído com recursos de R$ 400 mil do governo federal, o prédio para Centro de Zoonoses em Descalvado, “nunca chegou a ser utilizado, pois a aquisição de materiais e equipamentos ficou por conta do Poder Executivo, sendo um elevado investimento para uma cidade que passou por tantos desfalques nos cofres públicos”.

De acordo com Diego da Global, “o local está fechado desde a sua inauguração, se deteriorando com a ação do tempo; o curso de Veterinária da Universidade Brasil poderia utilizar o espaço e, em troca, os estagiários e alunos podem realizar castrações gratuitamente à população”.

Lousas Digitais

Diego da Global é autor de requerimento solicitando informações sobre a utilização de lousas digitais. Ele quer saber quantas lousas foram adquiridas; em quais escolas as lousas estão instaladas; quantas estão em pleno funcionamento; e, se apresentam defeitos.

“No final do ano de 2013, o Município investiu na compra de 62 lousas digitais com o objetivo de dar um salto na qualidade educacional dos nossos alunos. Veiculou-se na imprensa que foram gastos quase R$ 1 milhão, um investimento alto, por isso quero saber como está o funcionamento desses equipamentos”, justifica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *