Debora Cabral quer parcerias com iniciativa para colocação de lixeiras na cidade

Vereadora Debora Cabral

A vereadora Debora Cabral (PR) solicita que a Prefeitura estude a viabilidade de firmar parcerias com empresas privadas para colocação de lixeiras nas principais vias públicas como forma de manter a cidade limpa e agradável.

“As principais vias públicas de nossa cidade não possuem lixeiras para o uso da população, de forma que os resíduos são jogados nas guias e calçadas, causando aspecto de abandono e sujeira”, aponta

“Esse lixo, além de prejudicar o aspecto visual da cidade, também prejudica o meio ambiente. Trata-se de uma questão de saúde pública”.

Esgoto

Debora sugere a colocação de redes nas saídas de canos de água e esgoto, como forma de diminuir as descargas de lixo no meio ambiente. “É uma medida adotada em outros países com excelentes resultados para a preservação ambiental”, frisa.

“Resíduos sólidos, de dimensões médias, oriundos das zonas residenciais e transportados pelas águas das chuvas acabem contaminando as águas, como embalagens de comida, garrafas, areia e folhas de árvores”.

A vereadora cita o exemplo de “uma cidade na Austrália que está adotou a medida desde o começo do ano e está colhendo excelentes resultados, pois já foram recolhidos 370 quilos de lixo”.

Cães de Guarda

Debora pede ao Executivo que estude a viabilidade de treinar cães abandonados para auxiliar na segurança de prédios públicos.

De acordo com ela, “cães treinados podem fazer a vigilância de prédios públicos durante o período noturno, e, durante o dia, receber cuidado e carinhos dos próprios servidores públicos”.

A parlamentar lembra ser elevado o número de cães abandonados nas ruas de Descalvado. “A Associação Protetora dos Animais não atende à demanda desses animais que ficam desabrigados sem comida, água e proteção. Além disso, os prédios públicos necessitam de segurança, tendo em vista que constantemente são invadidos por vândalos e criminosos”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *