Daniel reitera pedido de rigor na fiscalização de caminhões que transportam entulhos

Vereador Daniel Bertini

O vereador Daniel Bertini (PMN) reitera pedido ao Executivo para que seja intensificada a fiscalização de caminhões de entulhos, restos de construções, galhos e folhas para utilizem tela ou lona para proteção para evitar a queda de detritos nas ruas.

A mesma solicitação havia sido feita por meio da indicação nº 105/18 na sessão ordinária de 8 de março de 2018.

“Os caminhões que transportam entulhos, galhos, folhas e restos de construção, muitas vezes, acabam excedendo seu limite e carregando muito mais do comportado e permitido. Os pertencentes à Municipalidade cometem o mesmo equívoco, sempre trabalhando com seu limite máximo”, observa.

“Quando não há proteção nas laterais e em cima, a carga acaba caindo pelas vias, podendo causar acidentes. Não é justo que a população tenha que arcar com danos e prejuízos que esse tipo de problema pode causar, sendo necessário intensificar a fiscalização para manter as vias da cidade seguras”, diz.

Ação

Daniel solicita que o Executivo informe quais providências pretende adotar diante da extinção do processo ajuizado em face da empresa Rizzo Comércio e Serviços de Mobiliário Urbano Ltda. EPP.

Segundo ele, a Prefeitura ajuizou, em 25 de setembro de 2015, Ação de Improbidade Administrativa, em face de Rizzo Comércio e Serviços de Mobiliário Urbano Ltda. EPP. e outros; e, em 7 de fevereiro de 2018, o juiz da 2ª Vara da Comarca de Descalvado, indeferiu a petição inicial e julgou extinto o processo por falta de interesse processual, na modalidade de inadequação da via eleita.

O vereador explica que “de acordo com a sentença, houve inadimplemento contratual por parte da empresa Rizzo e não ato de improbidade administrativa”, por isso ele deseja saber que procidências serão adotadas pelo Executivo face a sentença proferida.

Custou Caro

“Em 2013, o Município adquiriu, pagando bastante caro, cerca de R$ 3 milhões, os equipamentos que deveriam ser instalados em diversos pontos da cidade visando a segurança da população e até hoje aguardamos instalação das câmeras”.

“Eles colocaram material sucateado e câmeras que não gravam. É obrigação da empresa colocar as câmeras para funcionar. Por isso, venho cobrando do Executivo que exija que a empresa cumpra com sua obrigação”.

“A conclusão da instalação e a entrada em funcionamento destes equipamentos serão de grande importância para nossa cidade, uma vez que poderão auxiliar de forma relevante a Polícia Militar no combate à criminalidade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *