Daniel Bertini cobra limpeza no Tamanduá e ‘Buracão’ do Milênio

Vereador Daniel Bertini

O vereador Daniel Bertini (PMN) cobra do Executivo a realização de mutirão de limpeza nos bairros Bosque do Tamanduá e Parque Milênio, inclusive, na área conhecida como “buracão”, onde está ocorrendo grande proliferação de animais peçonhentos.

Segundo ele, o Bosque do Tamanduá está necessitando de manutenção e limpeza nas vias e espaços públicos, já que o mato está alto devido às chuvas, inclusive, em guias e calçadas. “Além disso, a quantidade de lixo e entulhos espalhados é grande”, aponta.

“A área conhecida como “buracão”, no Parque Milênio, também se encontra muito suja. Moradores das duas regiões têm relatado o aparecimento de animais peçonhentos, os quais colocam em risco a saúde pública”.

Rotatória

Daniel apresentou indicação à Comissão Municipal de Trânsito (COMUTRAN) a implantação de rotatória na Avenida Pio XII, na confluência com a Rua Dom Pedro II.

“O fluxo de veículos na Avenida Pio XII é muito intenso, tendo em vista ser a principal via que interliga os bairros da Zona Oeste da cidade, além de uma Universidade. Na altura da antiga Fepasa, a Avenida Pio XII conflui com a Rua Dom Pedro II, elo de ligação com a Perimetral César Martinelli, um dos principais acessos ao Município”, frisa.

“O trânsito fica confuso naquele ponto, já que veículos que trafegam pela Avenida Pio XII seja no sentido São Sebastião-Centro ou sentido Centro-Bairro São Sebastião, podem convergir para a Rua Dom Pedro II, via esta bastante larga, o que torna difícil e arriscado para os pedestres atravessarem”.

Daniel alerta que “trafegam por ali muitos veículos pesados, deixando o fluxo do trânsito ainda mais perigoso; e, no entorno, estão localizados o Parque Linear Brazilina Ravazi Reschini e a Praça João Marchetti, espaços destinados ao lazer da população e que aumentam o fluxo de pedestres na região.

Hidrômetros

Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH) iniciou um trabalho de substituição de hidrômetros danificados por novos. Por isso, Daniel encaminhou ofício solicitando que a Prefeitura qual o número exato de hidrômetros adquiridos; se todos já foram instalados; se ainda não, quantos faltam para serem substituídos; e, se algum dos dispositivos instalados já apresentou problema.

De acordo com ele, as informações dão conta de que a Prefeitura estaria trocando cerca de 1.300 hidrômetros, serviço a ser feito em etapas para evitar perda de água e de efetuar uma cobrança justa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *