Câmara propõe ajuda financeira à Santa Casa

Instituição deve passar por consultoria técnica especializada para detectar problemas e sugerir ações

 

A Câmara Municipal de Descalvado pode contribuir financeiramente para minimizar a crise por que passa a Santa Casa. A possibilidade de repasse de recursos da Câmara surgiu durante reunião na noite de terça-feira, 18 de julho, no plenário da Casa da Democracia, da qual participaram vereadores, Provedoria e representantes da Santa Casa, secretário e diretora de Saúde do Município.

A Santa Casa apresentou detalhadamente suas receitas e despesas, apontando para um déficit que, embora tenha diminuído em relação ao balanço de 2016, ainda existe.

Na explanação, foram apresentadas as ações tomadas pela administração da entidade que permitiram aumento na receita e contingenciamento de despesas, que estão sendo monitoradas para garantir sua continuidade.

O problema, segundo os representantes do hospital, é que não há mais de onde reduzir gastos sem que haja corte nos serviços prestados.

Após a demonstração da real situação, o secretário de Saúde Wander Bonelli fez a proposta da realização de uma consultoria técnica, prontamente aceita pela Santa Casa. A ideia é traçar um panorama geral dos problemas que afetam o hospital e direcionar os recursos para saná-los.

Contudo, o Secretário enfatizou sua preocupação com a dificuldade financeira que a Prefeitura enfrenta, sem condições de aumentar os subsídios para a Santa Casa.

Ajuda

Com o avanço da discussão, Luisinho Panone (PSD), presidente da Câmara Municipal, se dispos a antecipar de forma imediata a devolução de parte do duodécimo para que o Executivo repasse à entidade para minimizar tal déficit.

“Há anos, a Santa Casa vem enfrentando dificuldades financeiras, uma situação muito difícil. Diante desse quadro que constatamos hoje e com a possibilidade de corte de serviços, a qual não concordamos, pois certamente haverá prejuízo no atendimento da população, a Câmara Municipal pode colaborar para minimizar esse problema. Ao longo desses seis meses pudemos economizar e temos em conta R$ 600 mil, os quais podemos disponibilizar imediatamente para que a Prefeitura repasse à entidade”, afirmou Luisinho.

Com a intermediação do Legislativo, Santa Casa e Secretaria Municipal de Saúde também avançaram na questão da disponibilização de um segundo médico para atender nos horários de pico no Pronto Socorro. “Essa reunião foi convocada para conversarmos em busca de alternativas e soluções para o problema da Santa Casa e estamos conseguindo importantes avanços. Estamos fazendo a nossa parte, pois saúde é prioridade”, concluiu Luisinho.

Também participaram da reunião os vereadores Daniel Bertini (PMN), Diego Rodrigues da Silva (PR), Reinaldo Ninja (PSDB) e Vagner Basto (PRB), que foram unânimes manifestando integral apoio a ideia de auxílio à Santa Casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *