Argeu sugere recolocação de placas de identificação dos bairros

Vereador Argeu Reschini

O vereador Argeu Donizetti Reschini (PTB) sugere ao Executivo a reforma e recolocação das placas de identificação dos bairros, que foram retiradas para manutenção e não foram recolocadas até o momento.

Argeu lembra que 2011, “a Prefeitura realizou grande investimento na aquisição de placas de sinalização para proporcionar melhor orientação aos motoristas e melhor estética visual da cidade e informações turísticas”.

As placas, prossegue medem 2m x1m e foram posicionadas de forma a evitar vandalismo e também para oferecer boa visualização aos motoristas e cidadãos.

“Apesar da boa qualidade do material, com a ação do tempo e problemas diversos, as placas precisaram ser retiradas, pois ofereciam riscos a população”, conclui.

Melhorias

O vereador reivindica que a Prefeitura disponibilize banheiros adaptados para pessoas com deficiências, área de serviço para uso das servidoras da limpeza do prédio do Paço Municipal, e refeitório.

Argeu destaca que o prédio da Prefeitura não dispõe de banheiros para uso de pessoas com deficiência. “Devemos assegurar a acessibilidade, principalmente com as novas legislações em benefício dos deficientes”, diz.

“O Paço Municipal não possui uma área de serviços para uso dos servidores encarregadas da limpeza, o que dificulta o exercício de suas funções. Cito, por exemplo, a necessidade de um tanque para lavar panos, entre outras necessidades”.

Por fim, ele observa que “alguns servidores fazem suas refeições na própria Prefeitura, e ainda não dispõem de um cômodo adequado para isso”.

Avenida Antonio Garbuio

Argeu solicita à Prefeitura que elimine o canteiro central da Avenida Antonio Garbuio, no Bosque do Tamanduá. “Naquela região, há uma variedade de comércios, os quais necessitam de espaço para que as carretas possam descarregar suas mercadorias”, afirma.;

“O canteiro central acaba atrapalhando as manobras dos motoristas, pois a via fica apertada, causando transtornos diversos aos pedestres e prejuízos aos motoristas e donos dos comércios”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *